17 de mar de 2010

O menino de cachola vaga ou quem me dirá quem sou?
















Estou cansado, é claro, estou mudado, é o tempo, o tempo que leva a vida, no entanto, posso perceber que o menino da foto sou eu, entre o que sou e o que quero, entre o que sou e o que fui, estou por trás de mim e quando volto a cabeça e olho para o menino (quase em prantos) eu me percebo, eu sou tal qual ele parece, não sou nada, nunca serei nada, não posso querer ser nada, à parte isso, o menino tem em si todos os sonhos do mundo, o que há muito perdi, pois nada sou, nada posso e nada sigo, sou o menino por trás de onde estou, quem não fui é que é feliz.
(Versos extraídos da obra poética de Fernando Pessoa)

3 comentários:

Anônimo disse...

Reparou no gorrinho de papel Noel ? Que tantão este menino tem para dar !
( caramba...quanta saudade eu tenho de vocês, meus queridos Brô e Thom)
Beijo,
nin.

.lily disse...

eu reparei foi em quem está de frente pra imagem, olhando e fotografando; reparei em quem entra na imagem, cheio de palavras e pensamentos (caramba... digo que nem a ninin, que saudade tenho de vocês, quantos tesouros a sala 1 nos deu, hein?).
Beijo,
.lily

Graca Craidy disse...

só digo assim: mo deus! bjbj, saudades