6 de out de 2013

Errática ave


Na imensidão da avenida asfáltica, o pássaro vagava. Prá lá e prá cá, procurava... uma minhoca? um grão de alpiste? um sobra qualquer? Na imensidão da avenida, bem pela manhã, quando as buzinas e motores ainda são fracos para atemorizar o próprio dia que surge, o pássaro vagava, pendularmente, com seu cocar de cardeal errante.

Nenhum comentário: